Morador de Faro prova que é possível conciliar desenvolvimento com sustentabilidade

Morador de Faro prova que é possível conciliar desenvolvimento com sustentabilidade

As mudanças iniciaram a pouco mais de dois anos e hoje ele fala orgulhoso das ações que fazem com que ele contribua para o desenvolvimento sustentável dentro da Floresta Estadual de Faro (Flota/Faro), que possui uma área de 613.868 hectares onde 98% de sua área é de floresta preservada e a atividade econômica gira entorno da agricultura familiar, extrativismo (coleta da castanha e extração de óleo de copaíba) e meliponicultura (Criação de abelha sem ferrão) e turismo de pesca, uma atividade que vem crescendo a cada dia.    

“É possível promover o desenvolvimento sem derrubar a Floresta”, diz o comunitário que tira da terra seu sustento e luta em defesa da Flota de Faro.

Entre as muitas histórias que o Programa Territórios Sustentáveis tem acompanhado hoje destacamos a luta do morador da Comunidade do Português, Etelvino Neves de Souza, ele é exemplo que é possível desenvolver sem desmatar. Contribuir para a construção de uma estratégia de desenvolvimento sustentável, através das boas práticas no uso dos recursos naturais, que gere também renda para a comunidade. Este é o alicerce que inspira a vida do comunitário Etelvino Neves de Souza, morador da Comunidade do Português, dentro da Flota de Faro. 

Aos 30 anos, ele se prepara para abrir as portas de uma pousada para atender os turistas que irão conhecer a Flota de Faro. Sim, essa é uma realidade na Unidade de Conservação, que tem seu plano de uso público aprovado e já está recebendo turistas. “Eu trabalho com a extração da copaíba há um ano e tenho o cuidado de zelar pela natureza, utilizando as árvores sem deixar danos, e agora também sou um agente ambiental comunitário”, falou orgulhoso o comunitário. 

Seu Etelvino é um dos 26 agentes ambientais comunitários credenciados pelo Governo do Estado do Pará para exercer ações de educação ambiental, boas práticas de produção agroextrativista e monitoramento dentro da Flota. Ele e a família também trabalham com a meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão) e como piloteiro das embarcações guiam os turistas dentro da Unidade de Conservação. 

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, que com apoio financeiro da Mineração Rio do Norte e que atua com os eixos Gestão Pública, Capital Social, Desenvolvimento Econômico, Gestão Ambiental e Quilombolas visando contribuir para a construção de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável em Faro, Terra Santa e Oriximiná.

FONTE: ASCOM/ Programa Territórios Sustentáveis

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS