Tradição do ritual da 'Busca dos Mastros' abre a programação do Çairé 2018

Tradição do ritual da 'Busca dos Mastros' abre a programação do Çairé 2018

Um ritual que se repete há séculos marcou o início oficial da festa do Çairé 2018, neste sábado, 15, na vila balneária de Alter Chão, em Santarém, no oeste paraense. A edição deste ano traz o tema "Crença e Magia. Encantos da Amazônia". De 20 a 24 de setembro, a vila de Alter do Chão recebe uma movimentação de mais de 200 mil pessoas.

Após um café da manhã, oferecido pelos comunitários aos turistas, visitantes e autoridades, uma procissão conduzida pelo estandarte da Santíssima Trindade, símbolo maior da festa, e personagens do Çairé (Juiz e Juíza, Saraipora, Mordomos e Moças da Fita) seguiu até as escadarias da vila, de onde os participantes foram conduzidos em barcos e catraias até a Praia de Santa Luzia, no Lago Verde. Lá, os mastros foram retirados da mata e levados em procissão fluvial até a Praia da Gurita. A tradição foi seguida ao pé da letra. Um mastro carregado por mulheres e outro pelos homens numa rápida competição até a chegada às catraias. Turistas e comunitários ainda plantaram 20 mudas das espécies andiroba e ipê na área de retirada das duas árvores.

"Esse Çairé é um Çairé de resgate. Vamos ter muitas surpresas no rito religioso. A busca dos mastros simboliza o início de toda essa festa. Vamos trabalhar para ter um Çairé de paz e com muita diversão a todos", informou Luís Figueira, secretário municipal de Cultura.

Os dois mastros, que serão erguidos na Praça do Çairé na próxima quinta-feira (20), foram colocados em catraias ornamentadas que seguiram em procissão novamente, sempre com a condução da Santíssima Trindade, até a praia da Gurita. Um espetáculo de crença e religiosidade que se mistura às belezas naturais de uma das praias de água doce mais bela do mundo.

"Esta é uma festa que envolve todos os moradores de Alter do Chão e resgata a cultura do nosso povo. Começamos com um café da manhã regional aberto para todos que quisessem partilhar deste momento com a gente e seguimos para a procissão que novamente foi linda com a busca dos mastros, canto das ladainhas, partilha do tarubá. Trazemos para os visitantes este ano várias atrações com bandas e cantores", pontuou o coordenador geral do Çairé Cleuton Von.

Turistas de todo país prestigiaram o ritual de busca dos mastros na manhã deste sábado. Maria Isabel é natural do Rio de Janeiro (RJ)teve conhecimento do evento através das redes sociais e veio para Alter do Chão motivada pela vontade de conhecer de perto o ritual ."Fiquei encantada com a beleza e potência da festividade. Tudo muito diferente, nunca havia visto uma manifestação tão forte de uma cultura que enobrece tanto a cultura da região norte quanto do Brasil."

Na quinta-feira (20), os Mastros, já enfeitados com bastantes frutas que significam a "fartura" da festa, serão levados da Praia da Gurita até a Praça do Çairé. Lá, serão levantados e ficarão de pé até o final da festa.

Sustentabilidade - O distrito de Alter do Chão está localizado na Área de Preservação Ambiental denominada APA de Alter do Chão. Foi a primeira unidade de conservação criada em Santarém por meio da Lei Municipal nº 17.771 de 2 de julho de 2003.

"A gestão municipal sempre preocupada com as questões socioambientais, disponibilizou 20 mudas de árvores nativas, sendo 16 ipês amarelos e 4 andirobeiras. É uma forma de mitigar os impactos do corte das árvores utilizadas para serem os mastros. Dando um caráter de sustentabilidade e de preservação da floresta ao ritual do Çairé," explica Vânia Maia, titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).

FONTE: Agência Santarém – Fotos Mauro Nayan

FOTOS...

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS