Banco Central instituirá em novembro o PIX, nova forma de pagamentos bancários

Banco Central instituirá em novembro o PIX, nova forma de pagamentos bancários

O PIX é o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos que deve substituir o TED e o DOC, Transferência, etc. A novidade teve regulamento aprovado pelo Banco Central  em agosto e começará a funcionar em novembro de 2020.

Em testes desde o começo do ano, a plataforma se difere dos pagamentos bancários tradicionais, entre outros motivos, por liquidar transações na hora e ficar no ar 24 horas por dia, sete dias por semana.

O que é o PIX

O PIX é um sistema brasileiro de transferências monetárias eletrônicas instantâneas. Gerido pelo Banco Central, ele visa ser uma inovação frente ao TED e ao DOC, assim como um novo meio de pagar, transferir e receber. Para isso, a ferramenta usa uma rede moderna que funciona  24 horas por dia de segunda a segunda e que engloba diversas instituições financeiras.

Além de bancos, será possível fazer um PIX também por meio de aplicativos de pagamentos que hoje dependem exclusivamente da rede bancária para operar. De forma rápida, o Pix permitirá que transferências e pagamentos sejam realizados entre diferentes instituições financeiras em até 10 segundos, 24 horas por dia e todos os dias do ano, incluindo finais de semana e feriados.

Assim, diferentemente das transferências tradicionais via DOC e TED, que são processadas apenas em dias úteis e apenas em determinados horários, com o Pix as transações poderão ser realizadas a qualquer momento e a qualquer hora, de forma ágil e simples.

O que você pode fazer cm o PIX?

- Fazer transações bancárias 24 horas todos os dias, inclusive feriados.

- Fazer transferências em até 10 segundos, com poucos cliques.

- Fazer pagamento em lojas,

- Fazer DOC, TED, transferências, pagar boletos, com menores custos para utilizar o Pix.

- Terá validações de segurança

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS O VOCÊ PODERÁ FAZER COM O PIX

Como o PIX vai funcionar?

Segundo o Banco Central, não será preciso instalar nenhum aplicativo adicional para utilizar o PIX. O sistema será integrado aos serviços já oferecidos por bancos e estabelecimentos comerciais. Dessa maneira, o PIX deverá se tornar mais uma opção de transferência ao lado do TED e do DOC na hora de efetuar uma transferência pelo caixa eletrônico ou via Internet banking.

FONTE: Banco Central do Brasil

www.obidos.net.br

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS